Lorem ipsum dolor sit amet, adipisc ing elit, consectetur adipiscing elit. Duis ut ligula leo adipiscing elit.

PHONE:           0035 244 58 265

E-MAIL:           info@example.com

ADDRESS:      Rohr PL 989, NY

A IMPORTÂNCIA DA FASE DE BASE

A IMPORTÂNCIA DA FASE DE BASE

PAPO DE TREINADOR

Costumo dizer que em salvador o ano do corredor termina quando encerra a maratona de salvador e se inicia após o carnaval. Por isso é de suma importância que façamos um planejamento das prova alvo do ano seguinte, para que o professor não tenha que fazer milagres. Está na hora, portanto, de começar a pensar no seu período preparatório, ou treinamento de base, como costuma ser chamado. É ele que vai te dar toda a bagagem necessária para você ter um bom desempenho para os novos desafios.

Geralmente como o calendário é planejado pelas festas e não por estações climáticas ficamos muitas vezes vulneráveis a ultrapassar essa fase do treino.

A fase de base irá te dar condições de suportar cargas maiores no futuro se for bem feita, suas chances de “quebrar” ou se lesionar durante o período de provas serão bem menores. Antes do início do período de provas, todo corredor deve passar pelo treinamento de base, que corresponde à fase na qual o atleta se prepara para alcançar suas metas, sejam elas um recorde pessoal, uma distância mais longa ou um estilo de prova diferente.

É preciso que nesse período que o foco no trabalho de força específico para a corrida, a preferência deve ser dada aos treinos de força em terrenos acidentados, tiros e rodagens um pouco mais longas. Além exercícios de musculação e de técnicas de corrida, circuitos e saltos variados para que o atleta ganhe potência essa preparação vai ajudar o corredor a manter no futuro uma boa postura, evitando lesões e melhorando a qualidade e eficiência da corrida atrelada a melhoria do pace e RP.

        10 DICAS DO METODO CHOKITO PARA A FASE DE BASE.

1- treinamento de força: inclua em sua semana de 2 a 3 sessões de treino de força regular com aumento progressivo de cargas, incluindo exercícios unilaterais e de estabilização (core).

2- aumento progressivo do volume de treino: evolua gradativamente, acrescentando quilômetros semanalmente, evitando picos e quedas abruptas.

3-  estímulos com métodos de treinos com a  alta intensidade: o corpo responderá positivamente a estímulos de alta intensidade,em virtude a diminuição do volume da temporada anterior e dos treinos de rodagem  portanto,  trabalhe entre as zonas 2 e 3, saia da sua zona de conforto.

4- treinos contínuos ou intervalos de média de alta intensidade: opte por treinos variados no máximo 3 x na semana, dando espaço para encaixar outras atividades.

5-treinos fartlek: o treino fartlek neste período é bastante usado para variar intensidades, terrenos e inclinações, assim, promovendo ganhos cardiovasculares e força muscular específica.

6- treinos de subidas e força: na maioria dos casos, o treino em subidas na base é bastante usado para ganho de força específica, podendo trabalhar com variações de amplitude de passada, técnica, corrida de frente e/ou de costas, além de exercícios em deslocamento.

7-treinos em terrenos variados: a variação de terreno (terra, areia e grama) promove ganhos na questão da força específica. O tempo de contato, os ângulos de joelho e quadril e a instabilidade aumentam, assim, a musculatura precisa trabalhar bem mais.

8- treinos em circuito: ainda pensando em trabalho de força, os circuito entram como um treino concorrente, podendo trabalhar com mais ou menos repetições, dependendo do objetivo

9- Foco em educativos e treinos técnicos: o uso de educativos nesta fase é bem acentuado, como os treinos estão mais leves, é possível focar na técnica e corrigir possíveis erros preparando para o próximo período.

10- Os educativos mais utilizados na corrida neste início são: skipping, anfersen e dribbling (e suas variações). São exercícios técnicos com o objetivo de aumentar a consciência motora.

O tempo destinado a este período (número de semanas) pode variar dependendo da experiência do aluno e do professor, condicionamento físico, metas e provas escolhidas ao longo do ano. Algumas características são peculiares e precisam ser respeitadas, não perca nenhum treino deste período. Você precisa construir uma estrutura sólida para poder chegar mais alto e mais longe!

 

Por Carlos Felipe Albuquerque
(chokito)
Cref. 06314-G/Ba.

 

 

 

Post a Comment