Lorem ipsum dolor sit amet, adipisc ing elit, consectetur adipiscing elit. Duis ut ligula leo adipiscing elit.

PHONE:           0035 244 58 265

E-MAIL:           info@example.com

ADDRESS:      Rohr PL 989, NY

Instagram
Image Alt

Blog

PAPO COM A NUTRI A utilização de suplementos esportivos pode contribuir de forma valiosa para o desemprenho de atletas amadores e de alta performance. Os próprios atletas costumam requisitar ao profissional de saúde tanto em esportes de endurance, quanto em treinamentos resistido.  Mas será que realmente é necessário a prescrição desses suplementos? Em 2016, o American College of Sports Medicine (ACSM)  listou os 5 recursos ergogênicos com maior respaldo cientifico na literatura utilizados na prática esportiva. São eles:  Creatina, cafeína, bicarbonato de sodio, beta-alanina e nitrato.  (Carbohydrate feedings before, during, or in combination improve cycling endurance performance) Em geral, em treinamentos com duração maior que 2 horas, a ingestão de carboidrato irá prevenir a hipoglicemia, manter alta as taxas de oxidação de carboidrato, preservar o uso do glicogênio muscular e aumentar a capacidade de endurance quando comparamos com indivíduos que não realização suplementação intra-treino. Mais recentemente, tem sido demonstrado o aumento da performance mesmo em exercícios com tempo inferior de 2 horas, porém de alta intensidade (aproximadamente 1 hora acima de 75% do VO2 máx).  Diante disso, a grande preocupação dos atletas é: Em que momento suplementar? O que suplementar? Quanto suplementar? É melhor repor carboidrato em forma de alimentos ou suplementos? O guideline mais recente, divulgado pelo American College of Sports Medicine